Arquivo de Tag: Feijão Codil

Receita Baião de Dois

12 dez

baiao

 

Oi, gente linda!

Um prato que leva a dupla feijão com arroz não pode ficar de fora de nosso blog. A receita de hoje é o Baião de Dois, um prato que teve origem no nordeste, mais especificamente no Ceará, nos tempos de grandes dificuldades com as secas, quando a comida era escassa e nada podia ser desperdiçado. Então, o nordestino, muito criativo, uniu as sobras da cozinha, o arroz e o feijão com carne seca e queijo coalho e assim surgiu a receita de hoje.

INGREDIENTES

Para o baião

  • 500 g de carne-seca
  • 1 xícara (chá) de Feijão Codil
  • 1 xícara (chá) de Arroz Codil
  • 1/2 cebola picada fino
  • 1 colher (sopa) de azeite (ou óleo)
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 1 folha de louro

Para o refogado

  • 200 g de queijo de coalho em peça
  • 70 g de bacon em cubos
  • 1 cebola roxa
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres (sopa) de manteiga de garrafa (ou a gordura que preferir, como manteiga, azeite ou óleo)
  • 3 talos de cebolinha fatiada
  • folhas de coentro a gosto
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

MODO DE PREPARO

Do baião

  • Corte a carne-seca em cubos grandes de cerca de 7 cm – este tamanho é ideal para dessalgar a carne sem tirar completamente o sal e também para desfiar de um tamanho uniforme. Coloque numa tigela e lave em água corrente;
  • Cubra os cubos de carne com 5 xícaras (chá) de água fria. Cubra a tigela com um prato (ou filme) e deixe na geladeira por 24 horas – troque a água pelo menos uma vez durante este período;
  • Escorra a água e transfira a carne para a panela de pressão. Complete com água até a metade da panela, tampe e leve ao fogo médio. Assim que a panela começar a apitar, diminua o fogo e deixe cozinhar por 20 minutos. Desligue o fogo e espere toda a pressão sair antes de abrir (você pode colocar um garfo sob a válvula par acelerar o processo, mas isso encurta o tempo de vida da panela);
  • Despreze a água do cozimento, junte o feijão e repita o passo anterior, mas dessa vez deixe cozinhar por apenas 10 minutos. Atenção: o feijão não pode cozinhar demais e desmanchar. Após os 10 minutos de cozimento, desligue o fogo e, com um garfo, levante a válvula para tirar a pressão da panela;
  • Com uma pinça, transfira os cubos de carne para um prato e desfie com dois garfos – descarte os pedaços maiores de gordura. Sobre uma tigela, passe o feijão por uma peneira e reserve a água do cozimento;
  • Leve ao fogo médio uma panela média. Quando aquecer, regue com o azeite e acrescente a cebola. Tempere com o sal e refogue por cerca de 2 minutos, até murchar. Acrescente o arroz e mexa bem por cerca de 1 minuto para envolver todos os grãos com o azeite;
  • Meça 2 xícaras (chá) da água do cozimento reservada e regue sobre o arroz. Junte a folha de louro, misture e deixe cozinhar em fogo médio. Assim que a água começar a secar e atingir o mesmo nível do arroz, diminua o fogo e tampe parcialmente a panela. Deixe cozinhar até o arroz absorver toda a água – para verificar, fure o arroz com um garfo e afaste alguns grãos do fundo da panela;
  • Desligue o fogo e mantenha a panela tampada por 5 minutos para que os grãos terminem de cozinhar no próprio vapor. Enquanto isso, prepare o refogado.

Do refogado

  • Descasque e pique fino a cebola e o alho. Corte o queijo de coalho em cubos de 1 cm;
  • Leve ao fogo médio uma frigideira grande, de preferência antiaderente. Quando aquecer, acrescente 1 colher (sopa) de manteiga de garrafa e junte os cubinhos de queijo. Deixe por cerca de 2 minutos, até descolar do fundo, e mexa com a espátula para dourar por igual. Transfira para uma tigela e reserve;
  • Mantenha a frigideira em fogo médio e adicione o restante da manteiga de garrafa. Acrescente a cebola e refogue até murchar. Junte os cubos de bacon e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até começar a dourar. Adicione o alho e mexa por mais 1 minuto;
  • Adicione a carne-seca desfiada e mexa por cerca de 2 minutos para aquecer. Acrescente 1/2 xícara (chá) da água do cozimento reservada e misture bem – isso vai deixar o baião de dois mais molhadinho. Desligue o fogo, junte o feijão e misture bem;
  • Abra a panela do arroz, solte os grãos com um garfo e transfira para a frigideira com o refogado. Misture bem, prove e acerte o sal e a pimenta. Junte os cubinhos de queijo dourados e a cebolinha. Misture e finalize com folhas de coentro. Sirva a seguir com molho lambão.

Feijão Tropeiro – um prato básico para toda refeição

6 dez

post

Oi, gente linda!

Quem, como nós, não ama Tropeiro? Então, para ajudar a disseminar todo esse amor, a receita de hoje é o básico, mas muito delicioso Feijão Tropeiro. 

Para quem ainda não sabe, este era o prato essencial dos tropeiros,  homens que conduziam o gado por todo o estado de Minas Gerais na metade do século 20. O feijão era misturado à farinha de mandioca, torresmo, linguiça, ovos, alho, cebola e tempero.

Segue a receita completa para saborearmos este prato tão mineiro e tão tradicional:

INGREDIENTES:

  • 250 g de toucinho fresco cortado em cubos pequenos;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 1 colher (sopa) de sal;
  • 1 cebola média picada;
  • 1 pimentão verde médio sem sementes, picado;
  • 2 colher (sopa) de salsa e cebolinha picadas;
  • 5 xícaras de Feijão Codil cozido e escorrido;
  • 4 xícaras de couve cortada em tiras bem finas;
  • 1 1/2 xícara de farinha de mandioca.

    MODO DE PREPARO:

  • Coloque o toucinho em uma panela, leve ao fogo médio e frite até ficar ligeiramente dourado, com uma escumadeira, tire-os da panela e deixe escorrer sobre papel absorvente;
  • Coloque alho amassado, sal, cebola, pimentão, salsa, cebolinha na panela com a gordura e cozinhe em fogo médio, mexendo de vez em quando, por cerca de 5 minutos;
  • Acrescente o feijão, misture, continue o cozimento por mais alguns minutos, junte a couve, cozinhe rapidamente só até murchar um pouco;
  • Apague o fogo e junte a farinha de mandioca aos poucos, mexendo sempre até formar uma farofa;
  • Acrescente os torresmos, passe para um prato de servir e leve à mesa.

    Rendimento: 6 porções.

Salada de Feijão com Atum

12 set

????????????????????????????????????

Oi, gente linda!

Hoje tem receitinha para nós e desta vez é com feijão e de uma forma diferente, já que estamos acostumados a consumi-lo na maioria das vezes quente. O feijão também fica uma delícia em pratos frios, como nesta salada que vamos ensinar. Anote aí!

INGREDIENTES

  • 150 g feijão-fradinho;
  • 150 ml vinagrete de alho;
  • 1 unidade(s) cebola roxa pequena picada;
  • 3 colher(es) de sopa salsa fresca picada;
  • 1 unidade(s) lata de atum (200 g) escorrido;
  • Tomates-cereja para decorar.

MODO DE PREPARO

  • Deixe os feijões de molho durante no mínimo 4h;
  • Cozinhe até ficarem macios, escorra bem e deixe esfriar um pouco;
  • Despeje o molho vinagrete sobre os feijões e misture bem;
  • Adicione a cebola e a salsa e misture;
  • Acrescente o atum à salada e misture com cuidado;
  • Decore com metades de tomates-cereja e sirva à temperatura ambiente.

14 tipos de feijão

15 ago

grãos de feijão

Oi, gente linda!!!

Vamos falar de feijão hoje?

Por aqui, já falamos sobre os vários tipos de arroz, agora vamos dar a vez a outra parte da dupla, o feijão, que também possui grãos de vários tipos. Aqui no Brasil são 14 conhecidos que listamos a seguir:

  • Feijão Azuki: leguminosa de vagem menor que o feijão comum, tem forma arredondada de cor vermelho escuro, seu sabor é levemente adocicado e é mais usado na culinária asiática.
  • Feijão Branco: ele retarda a absorção de açúcar no sangue e ajuda a emagrecer. Seus grãos alongados e brancos produzem um caldo bem cremoso, ótimo para sopas, saladas e cassoulets.
  • Feijão Bolinha: também conhecido como feijão canário ou feijão-manteiga. Seu grão é arredondado e amarelado. É ótimo para saladas ou sopas e muito usado na culinária portuguesa.
  • Feijão Carioca: este é um velho conhecido nosso. De formato arredondado, cor bege e listras marrons, rende bastante caldo e cozinha rapidamente.
  • Feijão Fradinho: também conhecido como feijão-macassar ou feijão-de-corda, tem um formato arredondado de cor clara com o “olho” preto. É ótimo para redução do colesterol e é muito usado pela cozinha baiana.
  • Feijão Jalo: este tipo de feijão possui grãos grandes e amarelados. Rende um caldo encorpado marrom avermelhado, seu sabor delicado lembra castanhas. Ótimo para tutus, virados, saladas e sopas. Muito usado em Minas e na Região Centro-Oeste.
  • Feijão Jalo Roxo: seu grão é maior que o Jalo comum e sua cor é de um vermelho escuro intenso, também é ótimo para saladas e sopas, sendo mais usado em Goiás, São Paulo e Minas Gerais.
  • Feijão Moyashi: de formato arredondado e esverdeado, este feijão é de fácil digestão e – olha que legal – reduz os sintomas da TPM. É também conhecido como broto de feijão. Perfeito para omeletes, sopas e saladas, é muito usado pela culinária japonesa.
  • Feijão Preto: o bom e velho feijão da feijoada! De grãos pequenos de pretos é muito usado no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Os mexicanos também gostam de usá-lo em suas receitas.
  • Feijão Rajado: possui grãos graúdos e rosados com listras avermelhadas. Seu sabor é adocicado. Muito consumido em São Paulo, Minas e região sul, é ótimo para ensopados.
  • Feijão Rosinha: de grãos pequenos e um pouco mais avermelhados do que marrom, são ótimos para absorver temperos o que garante muito sabor para molhos e saladas. Muito usado no Pará, Goiás, São Paulo e Mato Grosso.
  • Feijão Roxinho: seu grão é miúdo, escuro e avermelhado. Sua textura macia e sabor intenso permitem usá-lo em diferentes receitas.
  • Feijão verde: de grãos pequenos e verdes é também chamado de grão da vagem verde. Pode ser consumido fresco ou seco. Muito usado no nordeste do Brasil.
  • Feijão vermelho: como o próprio nome já diz, seus grãos são avermelhados e miúdos. Seu sabor encorpado é ótimo para sopas. Muito usado pela culinária francesa.

Fonte: www.refogacaseira.com

Caldo de Feijão Codil

20 jun

DSC_3839 - Copia

Oi, gente linda!

Hoje começa oficialmente o inverno e entre as comidas típicas mais gostosas e procuradas nesta época de festas juninas e São João é o Caldo de Feijão. Que tal uma receita desta gostosura para esquentar nossa vida?

INGREDIENTES

  • 4 colheres (sopa) de azeite

  • 1 1/2 cebola picada bem fina

  • 1 1/2 colher (sopa) de alho picado

  • 200 g de carne (músculo, acém, costelinha de porco)

  • 200 g de paio

  • 4 tabletes de caldo de feijão

  • 8 folhas de louro

  • 500 g de feijão deixado no molho de um dia para o outro

  • 3 litros de água, aproximadamente

  • 1 1/2 colher (sopa) de pimenta de tabasco ou calabresa

  • Sal a gosto

  • 200 g da massa de sua preferência

MODO DE PREPARO

  • Na panela de pressão, aqueça o azeite, o alho, a cebola, o paio e as carnes. Adicione o feijão, as folhas de louro, os tabletes de caldo de feijão, a água e tampe a panela.
  • Deixe na pressão por mais ou menos 40 minutos.
  • Retire os produtos da panela, bata no liquidificador e passe pela peneira.
  • Bata novamente o que ficou na peneira com água quente, deixe apurar em fogo baixo por cerca de 20 minutos.
  • Acerte o sal, pingando água de vez em quando.
  • Coloque a massa. Sirva com cebolinha e torresmo crocante.

Fonte GShow (http://goo.gl/V2tbwF)